Notícias

Desconhecimento acerca da legislação tributária pode frear os ganhos dos novos investidores da bolsa de valores

Segundo dados da B3, o número de pessoas físicas cadastradas na bolsa de valores cresceu 92% no País ao longo do ano de 2020, fazendo o Brasil chegar à marca de 3,2 milhões de investidores.

No entanto, conforme cita a fonte, a inobservância às formas de tributação vem trazendo prejuízos desnecessários que podem acabar desestimulando o investidor iniciante a continuar operando no mercado de capitais.

Isso porque, segundo os dados, os novos investidores estão recolhendo a parcela de seu Imposto de Renda com atraso e, por via de consequência, sendo penalizados com a cobrança de juros e multa sobre o valor inicialmente devido.

Vale lembrar que os investimentos em renda variável demandam apuração mensal, de modo que o Imposto de Renda deve ser pago pelo contribuinte até o último dia útil do mês subsequente às operações de venda de ações realizadas com lucro, nos casos em que as alienações do mês superarem a quantia de R$ 20.000,00.

Dessa forma, é de suma importância que as pessoas que buscam ingressar no mercado de capitais se atentem à legislação em vigor, preferencialmente consultando um advogado ou contador de sua confiança. Além de prudente, a medida acaba sendo menos onerosa, haja vista a complexidade do sistema tributário nacional.

Fontes: Valor e B3

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Rolar para cima