fbpx

Blog

Planejamento sucessório 2023: o que é, formas e como fazer

O planejamento sucessório é um processo importante para garantir que suas empresas e ativos sejam transferidos da forma mais eficiente e suave possível para as pessoas que você ama.  Você já pensou em como será o futuro da sua empresa e da sua família depois de você?

Por que fazer planejamento sucessório?
Existem várias razões importantes para fazer planejamento sucessório:

  1. Proteção da família: O planejamento sucessório permite que você determine como seus bens serão distribuídos após a sua morte, garantindo que sua família seja protegida financeiramente.
  2. Minimização de impostos: O planejamento sucessório pode ajudar a minimizar a quantidade de impostos devidos, ajudando a preservar mais seus ativos para sua família.
  3. Evitar disputas familiares: Quando as intenções são claras e documentadas, o planejamento sucessório pode ajudar a evitar disputas familiares após a sua morte.
  4. Proteção de ativos: O planejamento sucessório pode ser usado para proteger sua propriedade e ativos contra dívidas e outras ameaças financeiras.
  5. Alocação de recursos para fins específicos: O planejamento sucessório pode ser usado para garantir que recursos sejam disponibilizados para fins específicos, como educação ou saúde, ajudando a garantir o futuro financeiro de sua família.
  6. Continuidade da empresa: Para empresários, o planejamento sucessório é crucial para garantir a continuidade de sua empresa e preservar seus ativos para as gerações futuras.

Quais são as formas de planejamento sucessório?

Existem várias formas de planejamento sucessório, como:

  1. Testamento: Um testamento é um documento escrito que permite que você determine como seus bens serão distribuídos após a sua morte.
  2. Doações: Você pode doar bens a outras pessoas durante sua vida ou após sua morte, através de uma doação testamentária ou uma doação inter-vivos.
  3. Planos de previdência: Planos de previdência permitem que você invista em ativos que serão distribuídos após sua morte.
  4. Planos de seguro de vida: Planos de seguro de vida fornecem uma quantia em dinheiro aos beneficiários após a sua morte.
  5. Holding familiar: Para empresários, o planejamento sucessório pode incluir a criação de uma empresa familiar para preservar sua empresa e ativos para as gerações futuras.

Testamento

Um testamento é um documento legal escrito que permite que uma pessoa determine como sua propriedade será distribuída após sua morte. É uma das formas mais comuns de planejamento sucessório e permite que você tenha controle sobre como seus bens serão usados e distribuídos depois que você se for.

Conforme o Código Civil Brasileiro, 3 são os tipos de testamento ordinário:

  1. Testamento público
  2. Testamento particular
  3. Testamento cerrado

Quem pode fazer planejamento sucessório?

Qualquer pessoa civilmente capaz e que tenha bens e deseje garantir a sucessão deles de forma ordenada e segura pode fazer um planejamento sucessório.

Quanto custa um planejamento sucessório?

O custo de um planejamento sucessório pode variar de acordo com diversos fatores, como a complexidade do patrimônio, a quantidade de bens a serem protegidos, a necessidade de elaboração de instrumentos jurídicos específicos, entre outros.

Conclusão

Em conclusão, o planejamento sucessório é uma forma de proteger e garantir o futuro de sua família e de seus bens. Com as várias opções de instrumentos, é possível escolher aquela que melhor se encaixa nas suas necessidades e expectativas.

E aí, te ajudou?

Até o próximo artigo.

Compartilhe

Leia também:

Compliance: o segredo para a saúde e o crescimento da sua empresa

IPI não recuperável deve compor cálculo de créditos de PIS/Cofins, decide juíza.

Sancionada com veto isenção de ICMS no trânsito de produtos da mesma empresa